Agenda   Benefícios da carne   Como oferecer alimentos   Convite   E-mail   Livros grátis   Palestras   Radio de Mantras   Radio Hare Krishna   Receitas   Terço


Padmini jejum de Ekadasi

Suta Goswami disse:  "Yudhishthira Maharaja disse:  Janardana, qual o nome do Ekadashi que ocorre durante a quinzena clara do mês extra no ano bisexto?  Como observá-lo corretamente?  Por favor narra-me isso."

 

A Suprema Personalidade de Deus, o Senhor Sri Krishna, respondeu:  Pandava, o Ekadashi meritório que ocorre durante a quinzena clara do mês extra do ano bisexto se chama Padmini.  É muito auspicioso.  A alma afortuna                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                nto narro para ti o processo de jejuar no Padmini Ekadashi, o que raramente é feito até mesmo pelos grandes sábios.

 

Deve-se começar seu jejum no Dashami, o dia antes de Ekadashi, não comendo qualquer urad dhal, dhal róseo, grão-de-bico, espinafre, mel, ou sal marinho (1), e também não comendo na casa dos outros ou em pratos de metal de sino.  Estas oito coisas devem ser evitadas.  Deve-se comer apenas uma vez no Dashami, dormir no chão, e permanecer em celibato.  No Ekadashi o devoto deve levantar cedo pela manhã mas não deve escovar seus dentes.  Então deve tomar banho esmeradamente - num local de peregrinação, se possível.  Enquanto canta hinos sagrados dos Vedas, deve esfregar seu corpo com excremento de vaca misturado com barro, pasta de gergelim, grama kusha, e pó de frutas amalaki.  Então o devoto deve tomar outro banho caprichado, depois do quê deve cantar as seguintes oraçöes:

 

"ó barro sagrado, foste criado pelo Senhor Brahma, purificado por Kashyapa Muni, e levantado pelo Senhor Krishna em Sua forma como Varaha, a encarnação de javali.  ó barro, por favor purifica minha cabeça, olhos, e outras partes.  ó barro, ofereço minhas reverências a ti.  Tenha a bondade de purificar-me para que eu possa adorar o Senhor Supremo, Hari.

 

ó excremento de vaca, possuis qualidades medicinais e antissépticas porque vieste direto do estômago de tua mãe universal, a vaca.  Podes purificar o planeta terra inteiro.  Por favor aceita minhas humildes reverências e purifica-me.

 

ó frutas amalaki, por favor aceitem minhas humildes reverências.  Nascesteis da saliva do Senhor Brahma, e assim por vossa própria presença o planeta inteiro é purificado.  Por gentileza limpai e purificai minhas partes corpóreas.

 

ó Supremo Senhor Vishnu, ó deus dos deuses, ó senhor do universo, ó ser que segura a concha, disco, maça e lótus, por favor permita-me tomar banho em todos locais sagrados de peregrinação."

 

Recitando estas excelentes oraçöes, cantando mantras para o Senhor Varuna, e meditando em todos locais de peregrinação localizados nas margens do Ganges, deve-se tomar banho em qualquer corpo d'agua disponível.  Então, ó Yudhishthira, o devoto deve esfregar seu corpo, assim purificando sua boca, peito, braços e cintura como prelúdio para adorar o Senhor Supremo, que usa brilhantes vestes amarelas e dá prazer a todas criaturas.  Assim fazendo, o devoto irá destruir todos seus pecados.  Depois, deve cantar o sagrado Gayatri mantra, oferecer oblaçöes a seus antepassados, e então entrar num templo de Vishnu para adorar Narayana, o marido de Lakshmi-devi.

 

Se possível, o devoto deve então fazer murtis de Radha-Krishna ou Shiva-Parvati em ouro e oferecer-lhes boa adoração devocional.  Deve encher um pote de cobre ou barro com água pura misturada com perfumes, e depois deve cobrir o pote com uma tampa de pano e uma de ouro ou prata, assim preparando a asana na qual murtis Radha-Krishna ou Shiva-Parvati poderão sentar para a adoração.  Conforme sua capacidade, o devoto deve então adorar estas murtis com incenso fragrante, uma brilhante lamparina de ghee, e pasta de sândalo, junto com cânfora, almíscar, kunkuma, e outros aromas, bem como flores aromáticas selecionadas como os lótus brancos e outras flores de estação, e também alimentos muito bem preparados.  Neste Ekadashi especial o devoto deve dançar e cantar extáticamente diante da Deidade.  Deve evitar prajalpa a todo custoe não deve falar com ou tocar em pessoas de baixo nascimento ou mulheres no período menstrual.  Neste dia deve ter cuidado especial em falar a verdade e não deve criticar ninguém diante da Deidade do Senhor Vishnu, dos brahmanas, ou do mestre espiritual.  Em vez disso, com outros devotos ele deve ouvir os Vaisnavas ler as glórias do Senhor Vishnu dos Puranas.  Não se deve beber ou mesmo tocar água em seus lábios neste Ekadashi, e quem não for capaz de realizar esta austeridade deve beber apenas água ou leite.  Senão, considera-se quebra do jejum.  Deve-se permanecer acordado naquela noite, cantando e tocando instrumentos musicais para o prazer transcendental da Pessoa Suprema.

 

Durante o primeiro quarto da noite de Ekadashi, o devoto deve oferecer um pouco de carne de côco a sua murti adorável, durante a segunda parte deve oferecer fruta bel, durante a terceira parte uma laranja, e conforme a noite se aproxima do final, um pouco de noz de betel.  Permanecer acordado durante a primeira parte do Ekadashi concede ao devoto o mesmo mérito como aquele obtido por realizar Agnistoma-yajna.  Ficar acordado durante a segunda parte da noite confere o mesmo mérito como o obtido por realizar Vajapeya-yajna.  Ficar acordado durante a terceira parte confere o mesmo mérito que o obtido por realizar Ashvamedha-yajna.  E quem permanece acordado a noite toda recebe todos méritos acima-mencionados, bem como o grande mérito de ter realizado Rajasuya-yajna.  Assim não melhor dia de jejum no ano que o Padmini Ekadashi.  Nada se compara em matéria de dar mérito, seja sacrifício de fogo, conhecimento, educação, ou austeridade.  De fato, quem quer que observe este sagrado jejum de Ekadashi recebe todo mérito obtido por tomar banho em todos locais de peregrinação no mundo.

 

Após permanecer acordado durante a noite toda, o devoto deve tomar banho ao alvorecer do sol e então Me adorar bem.  Deve depois alimentar um brahmana qualificado e respeitosamente dar-lhe a murti do Senhor Keshava e o pote cheio de água pura perfumada.  Este presente garantirá ao devoto sucesso nesta vida e liberação na próxima.

 

ó Yudhishthira sem pecado, conforme pediste, descrevi as regras e regulaçöes, bem como os benefícios relativos ao Ekadashi que ocorre durante a quinzena clara do mês adicional do ano bisexto.  Jejuar neste dia de Padmini confere mérito igual ao obtido por jejuar em todos outros Ekadashis.  O Ekadashi que ocorre durante a parte obscura do mês extra, que é conhecido como Parama Ekadashi, é tão poderoso para remover pecado quanto este de Padmini.  Agora por favor ouça enquanto narro para ti o fascinante relato ligado a este sagrado dia.  Pulastya Muni certa vez recitou esta história para Naradaji.

 

Pulastya Muni uma vez teve a oportunidade de salvar Ravana da prisão de Kartaviryarjuna, e ao ouvir sobre este evento, Narada Muni perguntou a seu amigo:  "ó melhor dos sábios, como Ravana derrotou todos semideuses, inclusive o Senhor Indra, como Kartaviryarjuna pode derrotar Ravana, que era tão perito no combate?"

 

Pulastya Muni replicou:  "ó grande Narada, durante a Treta-yuga Kartavirya (pai de Kartaviryarjuna) nasceu na dinastia Haihaya,  Sua capital era Mahishmati, e tinha mil rainhas, que amava muito.  Nenhuma delas, contudo, fora capaz de dar-lhe o filho que tanto queria.  Realizou sacrifícios e adorou os semideuses e antepassados, mas devido à maldição de alguns sábios ele foi incapaz de gerar um filho - e sem um filho, um rei não pode desfrutar de seu reino, assim como um homem com fome nunca realmente desfruta de seus sentidos.

 

O Rei Kartavirya considerou sua sina cuidadosamente e então decidiu realizar severas austeridades para alcançar sua meta.  Assim ele vestiu uma tanga feita de casca de árvore, deixou o cabelo crescer sem pentear, e passou as rédeas de seu reino para seus ministros.  Uma de suas rainhas, Padmini - que havia nascido na dinastia Iksvaku, que era a melhor de todas mulheres, e que era filha do Rei Harishchandra - viu o rei saindo.  Ela achava que, como era uma esposa casta, seu dever era seguir os passos de seu amado marido.  Removendo todos ornamentos reais de seu belo corpo e vestindo apenas um corte de pano, ela assim seguiu seu marido na floresta.

 

Afinal Kartavirya chegou ao topo do Monte Gandhamadana, onde realizou severas austeridades e penitências durante dez mil anos, meditando e orando ao Senhor Gadadhara, que maneja uma clava.  Mas ainda assim não gerou um filho.  Vendo seu querido marido definhar até virar pele e osso, Padmini pensou numa solução para o problema.  Foi até a casta Anusuya.(2)  Com grande reverência, Padmini disse:  "ó grande senhora, meu querido marido, Kartavirya, tem realizado austeridades durante os últimos dez mil anos, mas o Senhor Keshava, único que pode remover nossos pecados passados e dificuldades presentes, ainda não ficou satisfeito com ele.  ó mais afortunado ser, por favor conta-me que dia de jejum poderemos observar e assim agradar ao Senhor Supremo com nossa devoção, tanto assim que Ele nos abençoe com um bom filho que mais tarde governe o mundo como imperador."

 

Ao ouvir estas palavras de Padmini, que era muito casta e profundamente devotada a seu marido, a grande Anusuya respondeu-lhe num humor muito alegre:  "ó linda senhora de olhos de lótus, usualmente existem doze meses num ano, mas após cada trinta e dois meses se adiciona mais um mês extra, e os dois Ekadashis que ocorrem durante esse mês se chamam Padmini Ekadashi e Parama Ekadashi.  Caem nos Dvadashis da parte clara e obscura do mês, respectivamente. (3)  Deves jejuar nestes dias e permanecer acordada durante a noite.  Se assim fizerdes, a Suprema Personalidade de Deus, Hari, irá abençoar-te com um filho."

 

ó Narada, desta maneira Anusuya, a filha do sábio Kardama, explicou a potência destes Ekadashis especiais.  Ouvindo isso, Padmini fielmente seguiu as instruçöes para realizar seu desejo por um filho.  Padmini jejuou completamente, até de água, e permaneceu acordada toda a noite, cantando as glórias do Senhor e dançando em êxtase.  O Senhor Keshava assim ficou muito satisfeito com sua devoção e apareceu diante dela, cavalgando o dorso do grande Garuda.  O Senhor disse:  "ó lindo ser, Me agradaste muito neste Ekadashi especial do mês extra.  Por favor peça-Me uma benção."

Ouvindo estas sublimes palavras do supervisor do universo inteiro, Padmini ofereceu ao Senhor Supremo oraçöes devocionais e pediu-Lhe a benção desejada por seu marido.  O Senhor Sri Krishna foi levado a responder:  "ó gentil senhora, estou muito contente contigo, pois não há mês mais querido para mim que este, e os Ekadashis que ocorrem durante este mês para Mim são os mais queridos de todos Ekadashis.  Seguiste as instruçöes de Anusuya perfeitamente, e portanto farei o que irá agradar-te.  Tereis o filho tu e teu marido desejais."

 

O Senhor, que remove o sofrimento do mundo, então falou para o Rei Kartavirya:  "ó rei, por favor peça-Me qualquer benção que irá realizar o desejo de teu coração, pois tua querida esposa Me satisfez grandemente."

 

O rei ficou muito feliz ao ouvir isso.  Naturalmente ele pediu um filho como desejava há tanto tempo.  "ó senhor do universo, ó matador do demônio Madhu, tenha a bondade de dar-me um filho que nunca será conquistado por semideuses, seres humanos, serpentes, demônios, ou duendes, mas que só tu poderás derrotar!"  O Senhor Supremo imediatamente respondeu:  "Que assim seja!" e desapareceu.

 

O rei ficou muito satisfeito com sua esposa e retornou a seu palácio na companhia dela.  Padmini em breve ficou grávida e Kartaviryarjuna de braços poderosos, apareceu como seu filho.  Era a pessoa mais forte em todos três mundos, e assim mesmo Ravana de dez cabeças não podia derrotá-lo no combate.  Exceto o Senhor Narayana, que porta uma maça, disco e outros símbolos em suas mãos, ninguém podia vencê-lo.  Pelo mérito que resultou da estrita e fiel observância do Padmini Ekadashi por sua mãe, ele pode derrotar até o temido Ravana.  Isso não é de todo surpreendente, ó Naradaji, pois Kartaviryarjuna era a realização da benção da Suprema Personalidade de Deus."  Com estas palavras, Pulastya Muni partiu."

 

O Senhor Supremo, Sri Krishna, concluiu:  Yudhishthira sem pecado, conforme indagaste, expliquei-te o poder deste Ekadashi especial.  ó melhor dos reis, quem quer que observe este jejum certamente alcançará Minha morada pessoa.  E similarmente, se quiseres ter todos teus desejos realizados, deves fazer o mesmo."

 

Ouvindo estas palavras de seu amado Keshava, Dharmaraja (Yudhishthira) ficou cheio de alegria, e quando chegou a época observou fielmente Padmini Ekadashi."

 

Suta Goswami concluiu:  "ó sábio Shaunaka, expliquei para ti tudo sobre este Ekadashi meritório.  Quem quer que jejue devotadamente nos Ekadashis que ocorrem durante os mêses extra do ano bisexto, cuidadosamente seguindo todas regras, se torna glorioso e alegremente retorna a Deus.  E quem quer que meramente ouça ou leia sobre estes Ekadashis também obterá grande mérito e afinal entrará na morada do Senhor Hari."

 

Assim termina a narrativa das glórias de Padmini Ekadashi, o Ekadashi que ocorre durante a quinzena clara do mês extra do ano bisexto, conforme o Skanda Purana. 

 

Notas:

 

(1) Segundo as escrituras, nos dias de jejum se deve evitar sal marinho porque Agastya Muni certa vez bebeu o oceano e o eliminou como urina.  Ordinariamente o sal-gema é permitido.

 

(2) Anusuya é a esposa do grande sábio Atri e mãe de Dattatreya, a forma de três cabeças de Brahma, Vishnu e Shiva combinados.

 

(3) Sempre que há um mês extra, as quinzenas deste mês são divididas e adicionadas aos meses normais.



Para fazer jejum na pratica procure um endereço perto de você na nossa Agenda

 

Para saber tudo sobre Jejum ou ekadasi clique nos links abaixo:

E

Ler o livro que fala tudo sobre jejum

E

Baixar o livro que fala tudo sobre jejum

E

Ver todas as datas



Para ler mais ou baixar livros gratis sobre este conhecimento clique aqui




Web Counters